E se você que recebesse as 13 fitas? BEDA #05

14:06


Não é novidade pra ninguém que a Netflix lançou no final do mês de março a série 13ReasonsWhy, ou traduzindo, Os 13 porquês. Dai a internet foi a loucura todo mundo queria saber quem era Hannah e porque ela se matou, alguns assim como eu, leu o livro. outros não. Nem julgo até por que eu assisto filmes de adaptações de livros sem ter lido eles.
Até esse momento eu só consegui assistir o quarto episódio, por que é uma série muito forte, inclusive pra mim que passei a maior parte do ensino médio sofrendo bullying, mas a Hannah ela não sofria Bullying propriamente dito, o que ela sofria era assédio e você pode entender melhor nesse post que a Bianca fez no blog dela.

 
Pra quem leu o livro, quando percebeu o que estava acontecendo, você leu ele todo de uma vez ou passou algum tempo pra lê-lo, pois sabia que ali poderia conter cenas fortes?
Cada episódio o Clay ouvia uma fita, ou enrolava pra ouvir e nós meros mortais, reclamamos o tempo todo pra ele ouvir logo, não foi?  a gente queria descobrir o que cada um fez, mas a cada episódio tínhamos que respirar fundo, pois isso não é apenas uma série ou apenas um livro É A VIDA REAL e disso a gente não pode escapar.
Mas ai eu pensei e se fosse eu que recebesse essas fitas? E se eu fosse o motivo pelo qual minha amiga se matou? Como eu iria reagir? Como eu deveria reagir? Eu definitivamente reagiria como o Clay reagiu. SIMPLISMENTE.
O Clay chegará ao final de cada fita e a gente? Quando terminarmos todos os episódios? O que a gente vai fazer? O que você que terminou todos os episódios está fazendo pra que a outra pessoa não tome o mesmo destino da Hannah?
Espero do fundo do meu coração que você assista essa série, reflita sobre e não permita que aconteça com os outros o que aconteceu com Hannah Baker, estamos entendidos? E pra você que está passando por algo parecido NÃO SE CALE, não permita que as pessoas façam algo ruim com você. Você não está só... Peça ajuda, ligue para o centro de valorização a vida pelo número 141 ou entre no site.


 

Vá embora não, tome mais uma dose

3 comentários

  1. Apesar de ser um conteúdo feito para ser consumido, instigante, cheio de intrigas e tal, como a grande maioria, né, acho que a gente deve ir com calma nessa série. É pesado sim, e não de "cenas fortes", mas de carga emocional. Eu tô no 3º episódio e tô indo devagar de propósito mesmo, pq a reflexão é necessária. Quem nunca sofreu, já viu alguém sofrer ou já causou, não tem outra opção, talvez com mais ou menos intensidade, mas ainda assim. Gostei muito de você ter apontado esse sentimento de insegurança, indecisão, esse misto de ansiedade e medo de continuar sabendo da história que o Clay vive, e que todos nós viveríamos.

    Beijo!
    Amanda
    Metamorphya••• Particpe do Sorteio de 1 Ano do Blog!

    ResponderExcluir
  2. gostei muito da sua...hum..."exposição do assunto". Me deixou super curiosa para ler o livro e assistir a serie, mas gostei mesmo de saber que existe um site e uma linha telefônica especifica para gritar por socorro. Não sabia que existia e imagino que muita gente não saiba...uma pena. Vamos divulgar!!!

    parabéns pelo post

    bonsventus.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da forma como você aborda o tema. Assisti a série em alguns dias, mas ainda não li o livro. Quero ler em breve. Eu não sei o que faria se recebesse as fitas pois é algo bem complexo. Adorei o post e o seu blog. Beijos e boa sorte com ele! <3

    www.brincandodeolivia.com

    ResponderExcluir