Se fosse flor

11:02


A quem admire

A quem cative
A quem vê lá secar
E assim cessar
A quem sente o perfume
E assim nunca morrerá
Ficará lembrada em nossas mentes
Como foto
Como memória
E jamais se esquecerá
A quem escreve sobre ela
Se tornando eterna
No poema
No conto
Na minh'alma
Na calma
Da vivalma
Um dia desses...
Ouvi um jovem falar
Que flores é coisa de morte
De ficar em cima de túmulos
Pobre!
Louco!
Aquele que não sabe apreciar
Ai dele!
Se fosse flor...
Nunca deixaria
De memoriar.  

Vá embora não, tome mais uma dose

2 comentários

  1. Oie!
    Um dia, quando crescer, vou conseguir escrever em formato de poesia, sou muito prosa para isso.
    Adorei sua compração com flores que remetem muito ao feminino.
    Beijos!

    ResponderExcluir